Maternidade de peixes em Mira

Projeto Maternidade de peixes em MiraProjeto Maternidade de peixes em Mira

❖ ACUINOVA

A Praia de Mira viu nascer em Abril a maternidade de peixes da ACUINOVA . O investimento de 5,4 milhões de euros teve o apoio público de 2 milhões de euros do MAR2020, através da medida para o desenvolvimento sustentável da aquicultura.

Com esta maternidade de pregado e de linguado a empresa passa a produzir juvenis para as suas unidades de engorda, integrando assim todas as fases do ciclo de produção. A reprodução, o desenvolvimento larvar, a criação de juvenis e a engorda até ao tamanho de consumo. O processo inicia-se com a estabulação de reprodutores selvagens que são selecionados para a indução da postura. A reprodução segue com a fertilização e incubação dos ovos até à eclosão das larvas. Posteriormente ocorre o desenvolvimento larvar dos peixes, a produção do seu alimento vivo e a transição para o regime alimentar das fases seguintes do crescimento. Depois da pré-engorda os juvenis deixam a maternidade e passam para tanques de engorda.

Qual é a nova vida da ACUINOVA?

A empresa constituída em 2006 assume uma nova vida com a mudança da estrutura acionista em 2017. Em curso está um conjunto de investimentos produtivos no valor de 13,7 milhões de euros com um investimento público associado de 6,8 milhões de euros. As operações, apoiadas pelo MAR2020, incluem: melhorias da eficiência energética e mais valias ambientais; melhorias da eficiência produtiva e do bem estar animal; uma unidade de engorda de linguado e a expansão da capacidade produtiva de pregado.

Atualmente com uma produção anual de 3200 toneladas, a empresa define como meta o valor de 20 milhões de euros de exportação, enquanto maior produtor nacional de pregado e linguado.

Estes investimentos refletem-se também na criação de postos de trabalho, a maioria dos quais de técnicos qualificados na área da aquicultura, provenientes de instituições portuguesas.

Paulo Morenito e Fátima Menezes