Percursos pedestres da Guarda

Projeto Percursos pedestres da GuardaProjeto Percursos pedestres da Guarda

❖ Município da Guarda

O Município da Guarda criou uma rede de percursos pedestres com o apoio do PDR2020.

O investimento de aproximadamente 47 mil euros teve um apoio de 50% e maioritariamente consistiu em equipamentos de sinalética de itinerários. A elaboração e divulgação de material documental, bem como a elaboração de projetos e estudos prévios foram as restantes componentes do projeto, que no conjunto representaram aproximadamente 25%do investimento.

Os objetivos da criação da rede de percursos pedestres no concelho da Guarda foram a promoção da prática desportiva e a divulgação e promoção do património natural e histórico das zonas rurais. Criando um produto turístico no panorama nacional que promova o desenvolvimento das aldeias.

Rede de percursos: 9 rotas e 113 quilómetros

A rede de Percursos Pedestres da Guarda tem 113 quilómetros de extensão repartidos por 9 itinerários diferentes.

  • Trilho da Calçada do Tintinolho
  • Trilho da Quinta da Maúnça
  • Trilho do Jarmelo
  • Percurso de Pera do Moço
  • Trilho das Canadas
  • Rota da Cabeça Alta | Videmonte
  • Rota de Barrelas | Famalicão-Videmonte
  • Rota do Azeite | João Antão
  • Rota do Castro do Jarmelo

O pedestrianismo (caminhada), modalidade desportiva que se enquadra nas atividades de desportos de ar-livre ou de natureza, tem tido cada vez mais procura. Esta modalidade desportiva encaixa no perfil de quem procura conhecer mais a história e a cultura dos territórios abrangidos pelos percursos.

Na página do município da Guarda pode saber mais sobre estes percursos da Beira Alta.

Catarina Campos e Paulo Morenito