divulgação | detalhe

Atenção:

Esta informação encontra-se em arquivo, cujo conteúdo textual, assim como logótipos, imagens, links ou endereços de e-mail, poderão estar desactualizados ou não funcionarem.

Tempestade Leslie:
Identificação dos prejuízos a empresas da área do Mar

GOVERNO ANUNCIA APOIOS PARA EMPRESAS DA ÁREA DO MAR AFETADAS PELA TEMPESTADE LESLIE

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, realizou uma visita ao Porto da Figueira da Foz - tanto ao porto de pesca como ao porto comercial - depois da passagem da tempestade Leslie.

Acompanhada pelo Secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, e pelo Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, João Ataíde, a Ministra do Mar teve num primeiro momento a oportunidade de ver in loco o rasto de destruição provocado pela tempestade Leslie na zona do porto de pesca, onde ouviu os relatos dos representantes das várias empresas afetadas pela destruição de infraestruturas e pela paragem de produção. Seguidamente, visitou também a zona do Porto Comercial da Figueira da Foz, acompanhada pelo Conselho de Administração da APFF – Administração do Porto da Figueira da Foz e por elementos de empresas ligadas à atividade portuária, registando também os danos provocados em equipamento e infraestruturas.

Recorde-se que, reconhecendo a situação ocorrida como calamidade natural, o Conselho de Ministros aprovou um conjunto de medidas de apoio à economia e às empresas, bem como às populações afetadas pelo furacão Leslie.

Perante isto, e dado o cenário «de grande complexidade» que se regista no Porto da Figueira da Foz e em outros locais dos distritos Coimbra, Aveiro e Leiria, a Ministra do Mar publicou os Despachos n.º 9991-A/2018 e 9991-B/2018 Tipo de ficheiro de 25 de outubro, que colocam em curso o levantamento dos prejuízos sofridos, tanto pelas empresas da área da economia do mar que desenvolvem a sua atividade na área portuária da Figueira da Foz, como pelas empresas do segmento da produção, transformação e comercialização de produtos da pesca e da aquicultura dos três distritos acima mencionados, elementos essenciais para a definição dos apoios a conceder.

A plataforma para apresentação da declaração de prejuízos na área do Mar está já disponível aqui.